Incrementando o visual do KDE 4

Atenção: o blog do AvmLinux foi movido para http://www.avmlinux.org/!
Experimente ler esse mesmo post no novo endereço!
Desde o lançamento da sua primeira versão em 1998, o KDE passou por diversos melhoramentos. A versão 4.5.1, distribuída com o Kubuntu 10.10 impressiona em termos de visual, funcionalidade e estabilidade mesmo àqueles que criticaram o projeto quando do lançamento do KDE 4. Confira neste artigo como você pode personalizar a aparência do seu ambiente gráfico e sugestões para um elegante visual.

Aparência da Área de Trabalho


Provavelmente, a primeira mudança feita no sistema pela maioria das pessoas no que se refere à aparência é o papel de parede (do inglês, wallpaper), aquela figura que aparece no fundo da Área de Trabalho (Desktop). O papel de parede pode ser facilmente mudado no KDE 4. Para isso, basta clicar com o botão direito em qualquer área livre da Área de Trabalho e clicar em "Configurações de Desktop" (Desktop Settings). Uma caixa de diálogo é aberta, listando os papéis de parede disponíveis. Basta selecionar o de sua preferência e clicar em "OK".



Por padrão, o Kubuntu vem com apenas um papel de parede, mas é fácil obter mais papéis de parede no KDE 4. Para isso, na caixa de diálogo aberta anteriormente, clique em "Obter novos papéis de parede..." (Get New Wallpapers...). É aberta uma nova caixa de diálogo, na qual você pode buscar e instalar novos papéis de parede. De volta à janela anterior, você pode escolher o papel de parede que você acabou de instalar.


Nos repositórios oficiais do Ubuntu você também encontra vários pacotes com papéis de parede disponíveis para download, entre eles o pacote kdewallpapers, que contém os papéis de parede que são normalmente distribuídos com o KDE. Para visualizar a lista desses pacotes, abra o KPackageKit e procure por wallpaper ou clique aqui para realizar essa mesma busca na página de pacotes do Ubuntu. Você também pode obter papéis de parede no site KDE-Look.org.

Outra coisa que pode ser feita para conferir à sua Área de Trabalho não só uma aparência mais interessante como também mais funcionalidade é a adição de widgets. Por padrão, o Kubuntu vem com vários deles. Para adicionar um widget na sua Área de Trabalho, clique no ícone que aparece no canto superior direito da tela e em seguida clique em "Adicionar widgets" (Add Widgets).


Na parte inferior da tela, aparecerá uma lista dos widgets disponíveis. Observe que você pode instalar mais widgets através do botão "Obter novos widgets..." (Get New Widgets...) o procedimento é semelhante ao mostrado anteriormente para os papéis de parede.


Para acrescentar um widget à Área de Trabalho, basta arrastá-lo dessa lista até o lugar onde você deseja que ele fique. Para exemplificar, eu acrescentei o widget "Relógio Analógico" (Analog Clock):


Vale lembrar que em versões anteriores do KDE 4 os ícones na Área de Trabalho não eram exibidos por padrão e você tinha que habilitá-los. Na versão 4.5.1 distribuída com o Kubuntu 10.10, a exibição de ícones é feita por padrão. Se na sua Área de Trabalho os ícones não são exibidos e você precisa habilitá-los, confira esta dica, publicada anteriormente aqui no blog do AvmLinux.

Vejamos outros ajustes que podemos fazer na aparência do nosso ambiente gráfico. Para isso, entre no Kickoff (o equivalente ao antigo menu K, ou ao menu Iniciar, para os mais acostumados com o Windows), clique em "Aplicativos" (Applications), em seguida em "Configurações" (Settings) e finalmente em "Configurações do Sistema" (System Settings). Os demais ajustes que mostrarei neste artigo são todos feitos nessa janela.


Aparência dos aplicativos


Na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), podemos alterar a aparência das janelas do KDE clicando em "Aparência dos aplicativos" (Application Appearance). Essa seção apresenta seis subseções, mostradas na figura a seguir. Vejamos cada uma delas.


A primeira subseção, "Estilo" (Style), serve para configurar o estilo (ou tema) das janelas de uma forma em geral. Uma dica é instalar o tema QtCurve, que pode ser obtido através do pacote qtcurve. Ele serve tanto para programas desenvolvidos para KDE, usando a biblioteca Qt, quanto para programas que utilizam como base a biblioteca GTK, normalmente desenvolvidos para GNOME. Dessa forma você uniformiza a aparência dos aplicativos instalados no seu sistema. Se você tiver instalado o QtCurve no seu computador, pode selecioná-lo em "Estilo dos widgets" (Widget style).


A segunda subseção, "Cores" (Colors), permite que você altere as cores de cada elemento da janela. Observe que é possível obter novos esquemas de cores da Internet clicando no botão "Obter novos esquemas..." (Get New Schemes...), o processo é semelhante ao de obtenção de papéis de parede, visto anteriormente. Também é possível importar esquemas de arquivos obtidos manualmente (o site KDE-Look.org possui várias opções disponíveis para download), clicando em "Importar esquema..." (Import Scheme...), ou salvar esquemas de cores feitos pelo usuário, clicando em "Salvar esquema..." (Save Scheme...).


A terceira subseção, "Ícones" (Icons), permite que você altere o tema de ícones usado pelo sistema. Aqui também é possível obter temas de ícones da Internet clicando no botão "Obter novos temas..." (Get New Themes...) ou importá-los clicando em "Instalar arquivo de tema..." (Install Theme File...). Nesse caso, você pode dar uma conferida na seção de ícones do KDE-Look.org. Particularmente, eu acho o tema Oxygen muito bom e por isso não altero nada nessa seção.


Na subseção "Fontes" (Fonts) podemos definir as fontes utilizadas pelo sistema para exibir textos nas barras de ferramentas, nas barras de título, nos ícones da Área de Trabalho, entre outros. Aqui não é possível instalar fontes novas no sistema, apenas utilizar as que já existem. Se desejar instalar novas fontes para utilizá-las aqui, você deve voltar à tela inicial da janela "Configurações do Sistema" (System Settings) clicando em "Visão geral" (Overview), e depois clicar em "Instalador de fontes" (Font Installer). Você pode também configurar o KDE para utilizar apenas uma fonte para exibir todos esses itens, clicando no botão "Ajustar todas as fontes..." (Adjust All Fonts...). Será exibida uma caixa de diálogo na qual você deverá selecionar a fonte que será utilizada.


Na próxima subseção, "Aparência GTK+" (GTK+ Appearance), não há muito o que fazer: apenas definir como as aplicações que utilizam a biblioteca GTK serão exibidas no KDE, que utiliza preferencialmente a biblioteca Qt. Se você instalou o tema QtCurve, como eu sugeri anteriormente, ele deve estar selecionado em "Estilo do widget" (Widget style), como mostra a figura a seguir. Nessa subseção também pode ser definida uma fonte diferente para ser utilizada pelas aplicações em GTK, o que não é interessante, se você estiver buscando a uniformização da aparência dos seus aplicativos. Aqui o melhor a ser feito é manter as configurações padrão.


Finalmente, na subseção "Emoticons" você define quais emoticons devem ser utilizados pelos aplicativos. Os emoticons aqui listados são utilizados pelo Kopete e pelo KMess, por exemplo. Observe que é possível obter novos temas de emoticons da Internet clicando no botão "Obter novos temas de ícones..." (Get New Icon Themes...) ou importar arquivos obtidos manualmente (o site KDE-Look.org oferece vários), clicando em "Instalar arquivo de tema..." (Install Theme File...).


Aparência do espaço de trabalho


Ainda na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), podemos alterar a aparência de outros aspectos do ambiente gráfico exteriores às janelas, como por exemplo a aparência da barra de título, do Kickoff, dos gadgets que aparecem na Área de Trabalho e do KSplash (a tela que aparece enquanto o KDE está sendo iniciado). Para isso, no entanto, devemos nos dirigir a outra seção, "Aparência do espaço de trabalho" (Workspace Appearance). Essa seção apresenta três subseções, mostradas na figura a seguir, que serão abordadas agora.


A subseção "Decorações das janelas" (Window Decorations) serve para configurar a aparência de elementos exteriores à janela mas diretamente relacionados a ela, como ícone, barra de título, borda e botões que são exibidos. O padrão é o Oxygen, mas você pode instalar novas decorações de janela clicando em "Obter novas decorações..." (Get New Decorations...).


A subseção "Tema da área de trabalho" (Desktop Theme) nos permite instalar, selecionar e até mesmo editar temas para o ambiente de trabalho. Assim podemos alterar a aparência de elementos exteriores à janela e que não são relacionados a ela, mas com o ambiente si, como a aparência do Kickoff, dos gadgets que aparecem na Área de Trabalho, dos painéis, dos diálogos de desligar e reiniciar o computador, entre outros itens. O padrão é o Air, mas você pode instalar novos temas clicando em "Obter novos temas..." (Get New Themes...). Clicando na aba "Detalhes" (Details), você pode combinar elementos de um ou mais temas, gerando um novo tema. Você também pode exportar os temas que você criar para arquivos, de forma que seja possível publicá-los na Internet ou compartilhá-los com outras pessoas.


Finalmente, a subseção "Tela de apresentação" (Splash Screen) serve para definir a
aparência do KSplash. Você pode instalar novos temas para o KSplash clicando em "Obter novos temas..." (Get New Themes...) ou importá-los clicando em "Instalar arquivo de tema..." (Install Theme File...). Nesse caso, você pode dar uma conferida na seção de temas para o KSplash do KDE-Look.org.


Outros ajustes


Ainda na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), podemos configurar os efeitos especiais do KDE e alterar a aparência do KDM (a tela que aparece quando o KDE é iniciado, solicitando o nome e a senha do usuário). Vamos ao primeiro dos dois ajustes, que é feito na seção "Efeitos da área de trabalho" (Desktop Effects).


Essa seção nos permite basicamente ativar ou desativar os efeitos especiais, através da primeira opção da primeira aba, "Ativar os efeitos da área de trabalho" (Enable desktop effects), e escolher quais deles devem ser exibidos, configurando as opções tanto da primeira quanto da segunda aba.



Se você possui uma placa de vídeo com aceleração 3D, é recomendado que instale seus drivers para que o KDE apresente um melhor desempenho ao renderizar os efeitos especiais. Para verificar e instalar se existem drivers proprietários disponíveis para sua placa de vídeo, confira esta dica publicada anteriormente aqui no blog do AvmLinux.

Vamos entrar agora na seção "Tela de autenticação" (Login Screen).


Essa seção é a responsável por configurar a aparência do KDM. Na aba "Tema" (Theme) podemos selecionar o tema usado pelo KDM, obter temas da Internet clicando no botão "Obter novos temas" (Get New Themes) ou importá-los clicando em "Instalar novo tema" (Install new theme). Nesse caso, você pode dar uma conferida na seção de temas para o KDM do KDE-Look.org.


Vale observar que para mudar o tema do KDM você deve possuir privilégios de administrador. Ao selecionar um tema na lista e clicar em "Aplicar" (Apply), são solicitados o nome e a senha de usuário. Somente se ele possuir privilégios de administrador a nova configuração é aplicada.

Localização dos arquivos


Para os mais afins de instalar os temas manualmente, abaixo seguem os caminhos para os itens de aparência vistos anteriormente. Os papéis de parede no KDE 4, por exemplo são armazenados na pasta "/usr/share/wallpapers/", quando instalados por algum pacote, ou em "~/.kde/share/wallpapers", quando instalados pelo usuário. Você pode baixar papéis de parede para uma dessas pastas que eles serão automaticamente listados na caixa de diálogo "Configurações de Desktop" (Desktop Settings) da próxima vez em que você a abrir. Vale observar que os caminhos aqui listados são válidos para o Kubuntu 10.10, mas podem variar de distribuição para distribuição. Vale observar também que, como as pastas da segunda coluna fazem parte do diretório home do usuário, os temas aí colocados serão oferecidos apenas para aquele usuário. Segue também links onde esses temas podem ser obtidos.

Item Localização global Localização individual Seção no KDE-Look.org
Papéis de parede /usr/share/wallpapers/ ~/.kde/share/wallpapers Wallpapers
Estilos de janela /usr/share/kde4/apps/kstyle/themes   Themes
/ Styles
Esquemas de cores /usr/share/kde4/apps/kstyle/color-schemes ~/.kde/share/apps/color-schemes Color
Schemes KDE4
Temas de ícones /usr/share/icons ~/.kde/share/apps/color-schemes Icon
Themes
Fontes /usr/share/fonts ~/.fonts Fonts
Temas de emoticons /usr/share/emoticons ~/.kde/share/emoticons Emoticon
Themes
Decorações de janela /usr/share/kde4/apps/kwin ~/.kde/share/apps/aurorae/themes Window
Decorations
Temas da Área de Trabalho /usr/share/kde4/apps/desktoptheme ~/.kde/share/apps/desktoptheme Plasma
Themes
Temas do KSplash /usr/share/kde4/apps/ksplash/Themes ~/.kde/share/apps/ksplash/Themes KDE
4.x Splash Screens
Temas do KDM /usr/share/kde4/apps/kdm/themes

KDM4
Themes

Sugestões


Vou mostrar aqui algumas sugestões de temas para tornar seu KDE bastante interessante. Esta é a configuração que estou utilizando no momento:


Vejamos como podemos instalar cada um deles. É bom que esse passo-a-passo serve como exemplo das explicações que dei anteriormente.

Papel de parede


O papel de parede que eu estou utilizando aqui é o Dreams, que pode ser obtido através da janela "Configurações de Desktop" (Desktop Settings), como eu expliquei anteriormente.

Estilo de janela


Os estilos de janela não podem ser instalados como os papéis de parede. Sua instalação deve ser feita manualmente.

  1. Entre no site do KDE-Look.org e baixe o arquivo "Vinspired.tar.bz2". Isso também pode ser feito via terminal:
  2. Extraia o conteúdo do arquivo, utilizando um programa descompactador como o Ark ou através do terminal:
  3. Acesse a configuração do estilo de janela, como explicado anteriormente.
  4. Na aba "Aplicativos" (Applications), em "Estilo dos widgets" (Widget style), selecione "QtCurve".
  5. Clique em "Configurar..." (Configure...).
  6. Na seção "Predefinições" (Presets), clique em "Importar..." (Import...).
  7. Abra o arquivo "QtCurve-config-Vinspired.qtcurve", que está dentro da pasta "Vinspired", extraída anteriormente do arquivo "Vinspired.tar.bz2".
  8. Clique em "OK".
  9. Clique em "Aplicar" (Apply) para aplicar as alterações.

Esquema de cores


Os esquemas de cores podem ser instalados como os papéis de parede, mas vamos importar o esquema de cores que acompanha o estilo de janela Vinspired.

  1. Acesse a configuração do esquema de cores, como explicado anteriormente.
  2. Clique em "Importar esquema..." (Import Scheme...).
  3. Abra o arquivo "Colours-Vinspired.colors", que está dentro da pasta "Vinspired", extraída anteriormente do arquivo "Vinspired.tar.bz2".
  4. Selecione o esquema de cores "Colours-Vinspired.colors".
  5. Clique em "Aplicar" (Apply) para aplicar as alterações.

Decoração de janela


A decoração de janela que eu estou utilizando aqui é o Radial (thin borders) Aurorae, que pode ser obtido na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), na seção "Aparência do espaço de trabalho" (Workspace Appearance), subseção "Decorações das janelas" (Window Decorations), clicando em "Obter novas decorações..." (Get New Decorations...).

Tema da Área de Trabalho


O tema da minha Área de Trabalho é na verdade uma combinação dos temas Kaleban e Fragile, que podem ser obtidos na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), na seção "Aparência do espaço de trabalho" (Workspace Appearance), subseção "Tema da área de trabalho" (Desktop Theme), clicando em "Obter novos temas..." (Get New Themes...). Vejamos como fazer essa combinação:

  1. Baixados e instalados os temas, acesse a configuração do tema da Área de Trabalho, como explicado anteriormente.
  2. Entre na aba "Detalhes" (Details).
  3. Selecione o tema Kaleban, clicando em sua miniatura na lista de temas.
  4. No item "Diálogo de desligamento" (Shutdown Dialog), selecione "Fragile Diálogo de desligamento" (Elegance Shutdown Dialog).
  5. Clique em "Aplicar" (Apply) para aplicar as alterações.

Tema do KSplash


O tema do KSplash que eu estou utilizando aqui é o Dreams-Ksplash, que pode ser obtidona janela "Configurações do Sistema" (System Settings), na seção "Aparência do espaço de trabalho" (Workspace Appearance), subseção "Tela de apresentação" (Splash Screen), clicando em "Obter novos temas..." (Get New Themes...).

Tema do KDM


O tema do KDM que eu estou utilizando aqui é o KDM Dreams, que vou instalar manualmente para ilustrar um exemplo em que o tema seja instalado diretamente na pasta na qual o sistema o armazenaria.

  1. Se estiver na janela "Configurações do Sistema" (System Settings), feche-a.
  2. Entre no site do KDE-Look.org e baixe o arquivo "134141-kdm_dreams2.tar.gz". Isso também pode ser feito via terminal:
  3. Extraia o conteúdo do arquivo, utilizando um programa descompactador como o Ark ou através do terminal:
  4. Copie a pasta extraída para a pasta onde ficam os temas do KDM ("/usr/share/kde4/apps/kdm/themes"). Para fazer isso, você necessitará abrir seu gerenciador de arquivos como administrador. No terminal, o comando seria:
  5. Acesse a configuração do tema do KDM, como explicado anteriormente, e selecione o tema Dreams para ser o novo tema do KDM. Para aplicar as alterações você deverá informar a senha do administrador.

O resultado final


Confira agora algumas telas que mostram como ficou o KDE depois de seguir todos os passos descritos acima.

Quando ligo meu sistema, a primeira tela que eu vejo é o KDM solicitando meu nome de usuário e senha:


Assim que eu forneço meu nome de usuário e senha, aparece o KSplash mostrando o carregamento do KDE:


Nesta imagem, a Área de Trabalho exibindo os ícones da pasta Área de Trabalho e um widget "Relógio Analógico" (Analog Clock).


Nesta outra imagem, o Dolphi aberto. Chamo a atenção para a decoração da janela, a barra de menus, o esquema de cores e o menu rápido.


Veja agora como ficam as aplicações GTK renderizadas com o estilo de janela QtCurve. Como exemplo, utilizei o Mozilla Firefox. Observe também que ele utiliza os ícones e as fontes do KDE 4.


Como é feita a alternância entre as janelas, quando eu pressiono a combinação de teclas Alt + Tab (todos os efeitos especiais estão ativados):


Finalmente, a caixa de diálogo de desligamento:


Outras indicações


Aqui vão outras indicações de temas bastante interessantes, em estilos parecidos com os anteriores:

Papel de parede


Estilo de janela


Esquema de cores


Decoração de janela


Tema da Área de Trabalho


Tema do KSplash


Tema do KDM


Espero que tenha conseguido mostrar neste artigo algumas das vantagens de se utilizar software livre:

  • o sistema é totalmente personalizável (nesse caso, você pode ajustar cada elemento do ambiente gráfico de acordo com a sua vontade);
  • há milhares de pessoas ao redor do mundo para ajudar a desenvolvê-lo (veja quantos usuários possui o site KDE-Look.org, sendo que ele é apenas um dos que disponibiliza temas para KDE); e
  • você também pode ajudar a desenvolvê-lo (depois que criar seu tema, você pode exportá-lo pelas configurações do KDE e mandá-lo para o KDE-Look.org, por exemplo).

O próximo artigo será uma espécie de continuação deste, ensinando a acrescentar efeitos ao ambiente gráfico. Da próxima vez não pelo KDE, mas instalando um outro programa, o Compiz.

Um abraço a todos e até a próxima.

Fontes


1 comentários:

Antônio Vinícius disse...

Artigo publicado no Viva o Linux:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Incrementando-o-visual-do-KDE-4/

Postar um comentário